A Fundação tem como missão estudar, divulgar e debater a realidade portuguesa. Com liberdade e independência.

Agenda

Ver agenda completa
22 fev
19:00 - 20:30
Auditório da Escola Secundária de Camões
Apresentação

Debate e apresentação do livro "Em nome da filha"

Manuel Luís Goucha, Elisabete Brasil (UMAR) e a autora, Carla Maia de Almeida, juntam-se para debater o livro "Em nome da filha", que reúne testemunhos de mulheres vítimas de violência doméstica. Ana Brandão fará a leitura de excertos da obra.

3 mar
19:00 - 20:00
El Corte Inglés, Lisboa
Ciclo Pensar Portugal

Debate «Portugal e o Comércio Internacional»

Apresentação por Miguel Frasquilho (Presidente da AICEP). Com a presença do autor, João Amador, e moderação da jornalista Helena Garrido. Entrada livre mediante inscrição para relacoespublicas@elcorteingles.pt

6 mar
18:30 - 20:00
Pequeno Auditório da Culturgest
Conferência

O que é o populismo?

Com Cas Mudde e Pedro Magalhães. O debate terá por base o novo livro editado pela Gradiva com o apoio da FFMS - "Populismo: Uma Brevíssima Introdução", de Cas Mudde e Cristóbal Rovira Kaltwasser. Entrada livre mediante levantamento de senha no local, 30 minutos antes (máx.2 senhas/pessoa)

7 abr
19:00 - 20:00
Fnac Chiado
Apresentação

Apresentação do livro "Portugal e o Atlântico"

O jurista António Vitorino apresenta o livro com o autor, Bernardo Pires de Lima. O moderador será António Araújo, director de publicações da FFMS.

Em Destaque

1 /

Sites da Fundação

1 /
Fronteiras XXI
Os temas que desafiam Portugal e o Mundo
GPS
A rede que coloca os cientistas portugueses no mapa.
Portugal Desigual
Um retrato das desigualdades dos rendimentos e da pobreza no país.
Nascer em Portugal
Nascer em Portugal já não é o que era. Temos menos filhos e cada vez mais tarde. Porquê?
Cronologias
Factos sobre os últimos 55 anos, onde encontra histórias surpreendentes mas também os acontecimentos políticos, económicos e culturais mais relevantes entre 1960 e 2015.
Pordata kids
Uma ferramenta útil para pais e os professores, dirigido aos mais novos para explorarem as estatísticas sobre o país.
Pordata
Três bases de dados – Portugal, Europa e Municípios, com informação sempre que possível desde 1960, sobre diversos temas da sociedade, distribuída em mais de 2.400 quadros estatísticos.
Direitos e Deveres
Um meio de informação acessível, organizado e prático sobre os direitos e os deveres do cidadão, nas variadas situações do dia-a-dia que podem ter implicações jurídicas.
POP
Um agregador de dados sobre os valores, atitudes e comportamentos dos europeus nos últimos 20 anos.
Globalstat
Uma base de dados para entender a globalização através de 500 indicadores, provenientes de 80 fontes, cobrindo dados desde 1960 para 193 países.

Sobre a Fundação

Missão e Objectivos

A Fundação nasceu em 2009, fundada por Alexandre Soares dos Santos e família, para estudar os grandes problemas nacionais e levá-los ao conhecimento da sociedade. A criação da Fundação Francisco Manuel dos Santos visa dar resposta a uma lacuna óbvia na sociedade portuguesa: apesar da frequência com que no espaço público se discutem as mais variadas matérias, o debate em Portugal parece estar sempre mais apoiado em opiniões subjectivas e percepções individuais do que em dados sólidos e investigações cuidadosas.

Assim, a Fundação publica livros e elabora estudos, sobre temas relevantes para a sociedade, como a educação, a economia, a justiça ou políticas públicas; organiza encontros e debates onde reúne e dá a voz a especialistas nacionais e internacionais; e cria, compila e difunde dados sobre Portugal e a Europa através de várias plataformas.

O meio digital é utilizado como um instrumento chave na missão da Fundação de facultar o acesso à informação a todos os cidadãos. Todas as actividades e estudos estão disponíveis online, seja através de redes sociais, sites ou bases de dados como a Pordata. O objectivo último é contribuir para uma sociedade mais informada, reforçando os direitos cívicos dos cidadãos, a qualidade das instituições e o acerto das políticas públicas.

Saiba Mais