Envelhecimento Activo em Portugal
População e Demografia

Envelhecimento Activo em Portugal

Publicado em fevereiro 2014

Trabalho, reforma, Lazer e Redes Sociais.

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

A sociedade portuguesa é hoje uma das mais envelhecidas do mundo está confrontada, simultaneamente, com os benefícios e os desafios de uma crescente longevidade. Neste estudo são analisados os resultados de um inquérito inédito sobre as actividades e as redes pessoais e sociais da população sénior (com 50+ anos), bem como o seu estado de saúde e de bem-estar, na perspectiva das recomendações internacionais a favor do envelhecimento activo, ou seja, viver mais e com mais qualidade de vida. Verifica-se assim que os seniores portugueses são profundamente marcados pelo seu passado e pela sua condição social, mas a evolução recente do País aponta para uma maior adesão às praticas do envelhecimento activo, apesar da falta de mobilização das pessoas mais velhas.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Manuel Villaverde Cabral
    Investigador Emérito do Instituto de Ciências Sociais e director do Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa. Foi director da Biblioteca Nacional e duas vezes vice-reitor da Universidade de Lisboa. Licenciado e doutorado em História (Paris), foi Fellow do St. Antony’s College, Oxford, e deteve a cátedra de História Portuguesa no King’s College, Londres.
* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Processos de Envelhecimento em Portugal
População e Demografia

Processos de Envelhecimento em Portugal

Publicado em junho 2013

Usos do tempo, redes sociais e condições de vida.

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

Propõe-se desenvolver a temática do uso do tempo e as redes sociais pelas pessoas com mais de 50 anos. Trata-se uma temática pouco abordada pela investigação social, mas importante para a compreensão do envelhecimento, especialmente no que respeita ao modo como este ocorre e se manifesta nos diferentes grupos sociais. Envelhecer de uma forma saudável implica, naturalmente, a existência de boas condições de saúde. No entanto, estas condições não podem ser isoladas do quadro de vida dos indivíduos, das actividades com que estes ocupam o tempo e das relações que estabelecem com os outros. Investiga a existência de relações estreitas entre a actividade social e vários aspectos da saúde física, emocional e mental das pessoas de idade, sublinhando a importância dessa actividade para as manter independentes, produtivas e saudáveis. Pretende repensar o papel social do grupo idoso na sociedade, normalmente visto sob a égide da dependência, da pobreza e da exclusão, podendo representar também um mercado potencial para inúmeras actividades económicas relevantes, como o turismo ou as universidades para a terceira idade.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Vários Autores
* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.

Partilhar