Com infografia para download gratuito ao fundo da página
Excerto
Economia e Políticas Económicas

O Euro e o Crescimento Económico

Nº 72 | janeiro 2017

Pedro Braz Teixeira

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

A entrada de Portugal no euro quase coincidiu com o início de um período de estagnação económica, que só tem paralelo no que se verificou quase 100 anos antes. Por isso, torna-se necessário perceber o que o euro explica e quais as outras razões para a nossa falta de crescimento económico.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Pedro Braz Teixeira
    Pedro Braz Teixeira (Lisboa, 1962) é licenciado em economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa (FEUNL), onde fez igualmente uma pós-graduação em Economia Internacional. Tem também uma pós-graduação em história do século XIX pela FCSH-UNL. Foi assistente na FEUNL, economista chefe do Banco Santander Totta, e adjunto da Ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite. É director do Gabinete de Estudos do Fórum para a Competitividade.

Partilhar